Sua empresa utiliza Indicadores de Gestão?



Conheça o poder dos Indicadores de Gestão: monitore os pontos vitais da sua empresa

Tudo funcionando na empresa. As vendas estão boas, as despesas controladas e o caixa no final do mês saiu do vermelho. Na sua opinião, isso significa que seus esforços estão no caminho certo. E se dissermos que existe uma probabilidade de você estar errado?
Por exemplo: ao analisarmos o fluxo de caixa de uma empresa X vemos que as entradas superam as saídas, o que significa que financeiramente ela vai bem. Acontece que o índice de turnover (rotatividade do pessoal) está alto e, com isso, os gastos com pessoal está elevado. O dinheiro que poderia ser investido em melhorias dos serviços acaba indo para cobrir despesas de RH com novas contratações, rescisões etc.
Nesse nosso exemplo, uma das metas definidas pelos gestores era o de justamente deixar o turnover abaixo dos 5%, o que não aconteceu. Então, nesse caso, apesar de os números do caixa apontarem para uma situação financeira boa, a organização não está direcionando seus esforços no que deveria: a satisfação de seus colaboradores.
Quando não há monitoramento de pontos vitais, a empresa acaba perdendo o foco. Consequentemente, suas tomadas de decisão ficam afetadas. Para ajudar a organização a manter-se nos trilhos e no caminho certo existem os Indicadores de Gestão.

O que são Indicadores de Gestão?

De modo geral, os Indicadores de Gestão representam valores mensuráveis que demonstram a eficiência com que uma empresa está atingindo os principais objetivos organizacionais. Ainda, dizemos que são medidas que relacionam os resultados obtidos (isto é, o desempenho real) com os objetivos visados.
Empresas utilizam os Indicadores de Gestão para avaliar o sucesso em alcançar metas. Portanto, devem ser vistos como métricas essenciais que permitem acompanhar o desempenho que levará a organização ao sucesso e ao crescimento.
Perceba que os Indicadores de Gestão estão intrinsicamente ligados com os objetivos da organização. Isso significa que para defini-los é essencial entender o contexto do seu negócio.

Definindo os Indicadores de Gestão

 Uma dica é analisar as perguntas:
·         Qual é o resultado desejado?
·         Como você vai medir o progresso?
·         Como você pode influenciar o resultado?
·         Quem/Qual área é responsável pelo resultado do negócio?
·         Quantas vezes o progresso em direção à meta será medido?
Como exemplo, vamos supor que sua meta seja a de reduzir o turnover. Respondendo às questões:
·         Resultado desejado: manter a taxa de turnover em menos de 5%.
·         Como o progresso será medido: calculando as entradas e saídas mensais de funcionários.
·         Como o resultado pode ser influenciado: oferecer treinamentos aos funcionários, melhorar as condições de trabalho e a comunicação interna, criar um plano de carreira e incrementar a gestão de benefícios.
·         Responsável pelo resultado do negócio: área de gestão de pessoas.
·         Números de vezes que o indicador será medido: mensalmente
Já que o último ponto trata do monitoramento dos indicadores, vamos à pergunta final:

Como monitorar os Indicadores de Gestão?

Para acompanhar os indicadores é fundamental que o acesso às informações estratégicas seja ágil e centralizado. Existem softwares de gestão que fazem isso e que inclusive integram processos administrativos, financeiros e contábeis.
Ter em mãos resultados em tempo hábil é o que faz a diferença para uma tomada de decisão precisa. Por isso frisamos a importância da sua empresa contar com painéis de controle que auxiliam no monitoramento e cumprimento das metas estabelecidas. Caso você queira saber mais a respeito, entre em contato. E se você acha que este post pode ser útil aos seus colegas, fique à vontade para compartilhá-lo.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Quais os benefícios da contabilidade que saiu do passado?

O que é Transfer Price e qual sua importância?

Os Benefícios Fiscais ajudam sua empresa. Saiba aqui!